Aprenda a Desenvolver as Hard e Soft Skills em 4 Passos



Uma das atitudes mais importantes para o alcance do sucesso profissional é a busca permanente por novos aprendizados, sejam estes conhecimentos atualizados ou desenvolvimento de novas habilidades. Ter a postura de estudante permanente possibilita a preparação necessária para lidar com as constantes mudanças de cenários e tendências do mundo do trabalho, em permanente transformação. Se no passado possuir diplomas, certificações e experiências profissionais garantiam uma posição no mercado de trabalho, hoje a realidade é bem diferente. Por esse motivo, é fundamental que todo profissional esteja alerta à linguagem atual do mundo do trabalho e tenha consciência dos requisitos necessários para trabalhar em uma determinada função como empregado, empreendedor ou profissional autônomo.


É neste momento que o assunto principal deste artigo entra em cena, apresentando a definição de hard e soft skills, tão presentes na atualidade, e como é possível desenvolvê-las em 4 Passos.


Os profissionais que atuam com recrutamento, seleção e desenvolvimento de recursos humanos estão bem familiarizados com estes termos, mas para a maioria das pessoas ainda existem muitas dúvidas sobre o seu significado e como as hard e soft skills influenciam no processo seletivo, no desenvolvimento da carreira e sucesso profissional. A palavra skill é de origem inglesa e significa habilidade e enquanto hard skills representam as habilidades técnicas, soft skills referem-se às habilidades comportamentais.


As hard skills são desenvolvidas por meio de formações, cursos, treinamentos e experiência profissional, são mais evidentes e fáceis de mensurar porque são tangíveis e podem ser medidas por resultados, entregas e alcance de metas. Por esse motivo, o profissional consegue identificar, focar e desenvolver uma habilidade técnica de forma mais objetiva. Com o passar dos anos, ficou evidente que elas não são suficientes para garantir o nível de competência do colaborador para determinada função, muito menos assegurar o seu crescimento na empresa, porque as atitudes são fundamentais para que o profissional gere resultados positivos, utilizando seus conhecimentos e habilidades técnicas de forma produtiva.


É aqui que entra em evidência o papel das soft skills: elas estão relacionadas a capacidade de lidar com as emoções, interações com outras pessoas e comportamentos. Alguns exemplos deste tipo de habilidade muito requisitados pelo mundo do trabalho são a resiliência, flexibilidade, proatividade, empatia, trabalho em equipe, liderança e inteligência emocional. Como são mais subjetivas, são mais difíceis de mensurar e quantificar, mas são claramente percebidas nas interações do dia a dia, na postura no ambiente de trabalho e na forma do profissional lidar com as situações desafiadoras.


É Possível Desenvolver as Hard e Soft Skills?



Não só é possível, quanto é fundamental desenvolvê-las para manter um nível alto de empregabilidade e alcançar os objetivos profissionais traçados em seu plano de carreira. E este processo de desenvolvimento precisa ter coerência com a função que você exerce ou com a área na qual você quer atuar no caso de uma transição de carreira. Para trazer mais clareza deste processo, destaco aqui os quatro passos imprescindíveis que você precisa seguir:


Passo 1: Identificar quais são as hard e soft skills necessárias para atuar na sua área: cabe neste ponto uma pesquisa minuciosa sobre todos os requisitos necessários para você obter um bom desempenho e alcançar uma promoção na organização onde trabalha ou as exigências do mundo do trabalho em um possível transição de carreira para uma nova área ou empresa.



Passo 2: Fazer uma autoavaliação sobre o seu grau de desenvolvimento de cada habilidade: neste item é fundamental um certo grau de autoconhecimento para que você não apenas faça uma comparação dos seus gaps em relação aos conhecimentos técnicos que estão englobados nas hard skills, como identificar seus pontos fortes e fracos em relação as habilidades comportamentais.


Passo 3: Saber o que fazer para desenvolver as skills que não obtiveram uma boa avaliação: neste passo é preciso pesquisar como conquistar as habilidades técnicas, que podem ser adquiridas por meio de cursos, especializações ou prática, bem como a forma de promover o desenvolvimento das soft skills, que não são naturais a você e se apresentam como pontos fracos do seu perfil. Saiba que toda habilidade pode ser desenvolvida com conhecimento prática e repetição!


Passo 4: Realizar um Plano de Ação para desenvolver as habilidades mais importantes: você precisará escolher àquelas que são imprescindíveis e vão ajudar a alavancar seu perfil profissional e sua produtividade. Em seguida, planejar onde, quando, como, com quem e quanto será para desenvolver cada uma delas. Pode ser que seja necessário contar com o apoio de um especialista em carreira para orientar neste processo.


Entenda que para ser um profissional completo você precisa ter um conjunto de habilidades técnicas e comportamentais, aliando as questões práticas com as habilidades interpessoais, para assim gerar resultados positivos onde trabalha, crescer profissionalmente e alcançar a sua realização profissional. Hoje, mais do que nunca, o mundo do trabalho está ciente de que ser apenas um especialista não promove grande rendimento, o que faz a diferença é harmonizar o conhecimento com as habilidades comportamentais porque estas últimas geram mais automotivação, engajamento, espírito colaborativo, adaptabilidade e produtividade.


Agora que você está ciente dos conceitos e de como se desenvolver para se destacar, depende de você usar o que sabe e ter atitude para entrar em ação, conquistar um perfil profissional campeão e diferenciado neste mundo do trabalho tão competitivo e em constante transformação. Qual a sua decisão?

LILIAN SCHOCAIR
_foto-pagina-talentos-em-acao-site-lilia
Posts Recentes
Deixe sua pergunta
Procurar por tags
Siga
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon